Menu

Por que Muitos Afiliados Desistem?

Use o Viés de Confirmação e Venda Mais
agosto 7, 2017
O Mercado de Afiliados e Marketing de CPA está Saturado?
agosto 28, 2017
Show all

Por que Muitos Afiliados Desistem?

Este é um tema que muitas pessoas não gostam de falar e nem mesmo de pensar, que é sobre a desistência, mas o fato é que a grande maioria dos afiliados desiste logo nos primeiros 3 meses, outros tantos não chegam ao primeiro ano trabalhando como afiliado e há ainda os que já trabalham há anos e desistem. Aqui neste artigo vou tentar mostrar da forma mais direta e detalhada possível o que costuma acontecer, assim evitando que você se torne mais um afiliado a desistir por cometer erros que poderiam ter sido evitados.

Como os motivos que levam afiliados novos e antigos a desistir são diferentes vou separar este artigo em 3 partes, em cada uma delas estarei falando das principais barreiras que cada uma destas faixas de experiência dos afiliados se encontra. Mas é importante lembrar que afiliados antigos podem sofrer com problemas de afiliados iniciantes e que o contrário também é frequente, portanto recomendo que leia tudo, afinal todos estes problemas podem acontecer independente de a quanto tempo você está trabalhando como afiliado.

Antes que comece a ver os problemas que podem ocorrer é importante que fique claro que não estou de forma alguma dizendo que não deva trabalhar como afiliado, na verdade é o oposto, estou fazendo este artigo justamente para que você evite passar por estes problemas, os quais eu já passei (e alguns ainda passo mesmo com 7 anos de experiência). A ideia principal aqui neste artigo é mostrar quais são os riscos mais frequentes e já mostrar algumas soluções possíveis.

Primeiros Passos… Incertos e Errantes…

Assim que uma pessoa descobre o mercado de afiliados, os infoprodutos e o Marketing de CPA é natural que fique sem saber para que lado ir, afinal cada um dos lados afirma ser o melhor e mais fácil não e mesmo? Bem, tenho um curso que ensina justamente sobre isso, portanto posso afirmar com tranquilidade que não há caminho fácil, todos eles possuem suas facilidades e também suas barreiras.

A descoberta disto é o que faz com que a maioria das pessoas desista logo nos primeiros 3 meses trabalhando online, afinal começa achando que tudo sempre vai funcionar no automático, e com o passar do tempo vai percebendo que embora seja possível automatizar boa parte do trabalho muito precisa sim ser feto manualmente, aí desanimam. Este desânimo inicial é normal, afinal unido a isso geralmente temos um cenário em que a pessoa ainda está ganhando pouco e não consegue neste momento vislumbrar que com apenas alguns ajustes em sua estratégia é possível passar a ganhar bem mais.

Para este primeiro momento o que recomendo é que evite ficar aprendendo a usar ferramentas que irão automatizar processos, com isso vai economizar dinheiro e participar ativamente de cada etapa. Isso trará um grande conhecimento para você e lhe permitirá desenvolver uma visão estratégica de seu negócio online, apenas após isso saberá o que realmente vale a pena ser automatizado ou não.

Com poucos meses trabalhando online certamente já saberá quais são suas reais possibilidades para os próximos meses, talvez para o próximo ano. Ou seja, já terá uma visão mais clara de o quanto deseja crescer, o que estará incomodando e saber como fará isso nos próximos meses, que é justamente o impasse que leva outros tantos de afiliados a desistir.

Sei Onde quero Chegar… Só Não sei Por Onde…

Neste ponto possivelmente já vai estar se especializando em alguma área, digamos que esteja se especializando em Marketing de CPA, que o atraiu por benefícios como não haver estorno de comissões e ter pagamentos semanais como é feto na C2 CPA Network. E vamos supor também que esteja fazendo uma média de 1 venda por dia, com uma comissão média de R$ 110,00 por venda, o que lhe gera uma renda de R$ 3.300,00 por mês.

O seu primeiro impulso talvez seja pensar em passar a fazer 2 vendas por dia para ter um faturamento de R$ 6.600,00 por mês, isso pode parecer uma boa ideia. Para isso vai precisar utilizar novas técnicas, afinal com o que já fazia o resultado era metade deste.

Então passa a fazer anúncios pagos, porém por não ter experiência pode acabar tendo alguns pequenos prejuízos e ao fechar seu balanço do mês notar que de seu faturamento de R$ 6.600,00 o que restou limpo em sua mão na verdade foram apenas R$ 3.100,00, ou seja menos do que no mês anterior. É justamente neste ponto que muitos afiliados cometem o erro de desistir de suas campanhas ou até mesmo abandonar o marketing de CPA, por puro medo de perder.

Neste ponto é importante saber que até se chegar no ponto de ter bons lucros com uma campanha muitas vezes vai ter alguns prejuízos, é um caminho natural para se encontrar ROI em uma campanha. Talvez alguns pequenos ajustes sejam o suficiente para trazer bons resultados no próximo mês, basta manter a campanha rodando e ir fazendo ajustes, eliminando apenas o que não traz resultados e mantendo o que está indo bem, com isso aumentará seu ROI.

Nesta fase também é comum ver afiliados pulando de uma rede de anúncios para outra com as mesmas páginas de vendas, com os mesmos advertoriais, etc. Fazendo isso o afiliado está partindo do princípio de que a página dele está correta e as redes de anúncios é que estão erradas, mas será mesmo que isso é verdade? Não seria melhor testar suas páginas na mesma rede de anúncios? Não adianta você querer resultados diferentes usando apenas uma mesma página, se quer resultados diferentes terá que fazer coisas diferentes.

Aqui o importante é abandonar o hábito de ficar a todo momento mudando de estratégia, mudando de produto e plataforma. Este é o momento de fazer algo até dar certo. É um processo muitas vezes cansativo e lento em que irá “lapidar” suas campanhas, mas é este processo que lhe trará os melhores resultados a longo prazo.

Sou Grande…. Mas Estão Subindo no Meu Ombro…

Os afiliados que já estão trabalhando há alguns anos e já contam com certa experiência vão estar em um território novo e que pode ser potencialmente destrutivo para seus negócios, são as parcerias. Não estou dizendo que não deva ter parceiros de negócios, mas que deve sim ter cuidado porque pode estar na verdade carregando os outros no ombro sem estar notando isso.

Nas parcerias o cenário mais típico é cada um dos envolvidos no negócio possuir algo que seja importante para o projeto, uns tem conhecimento, outros tem ferramentas, outros tem afiliados, outros tem dinheiro, etc. A união destes elementos pode sim trazer resultados excelentes, porém se um acordo é mal elaborado no início você pode acabar tendo problemas com o passar do tempo, então para evitar isso veja algumas dicas a seguir.

Estabeleça de forma clara quem faz o que e quem toma as decisões sobre cada um dos processos, afinal não faz sentido quem tem apenas dinheiro tomar decisões técnicas, da mesma forma que não faz sentido o técnico tomar decisões financeiras. Um estruturação bem elaborada evitará erros básicos que podem trazer grandes problemas para o projeto como um todo.

Estabeleça de forma clara quanto cada um ganha em % sobre o projeto e qual a responsabilidade de cada um para ter este ganho. Com isso estará evitando que uma das partes ganhe dinheiro sem estar cumprindo com sua parte (isso é mais frequente do que você imagina). Também é importante que isso seja feito de forma clara e transparente, desta forma não há meios de se questionar nada, tudo deve ser feito de forma que todos os envolvidos no projeto saibam o que está acontecendo em cada uma das etapas.

Se alguma das partes estiver omitindo informações as chances são de que esta parte tem algo a esconder, algo não está correto e deve ser observado atentamente, afinal ninguém esconde o que está correto. Certamente é melhor em um determinado momento exigir estas informações do que futuramente ter que correr atrás do prejuízo (que dependendo do projeto pode ser realmente grande).

Mas porque a transparência é tão importante?

É fundamental porque se um dos lados não for 100% transparente o outro lado automaticamente se sentirá lesado (mesmo que não seja o caso) e com isso todo o projeto estará em risco, afinal quem trabalha se sentindo lesado?

Talvez não esteja no marketing digital a tempo suficiente para se lembrar, mas alguns anos atrás uma grande rede de afiliados internacional atrasou o pagamento de seus afiliados e sua comunicação com os afiliados não era transparente, o resultado disso foi que esta rede perdeu praticamente todos os afiliados ativos. Estes afiliados migraram para outras redes que eram transparentes e os pagava em dia. Se isto acontece com redes imagine em parcerias?

Outro problema que pode enfrentar ao crescer seus negócios é se ver trabalhando com uma equipe grande demais, isso pode a princípio parecer uma boa ideia com base em que se imagina que quanto mais pessoas trabalhando em algo melhores serão os resultados. A verdade é que na maioria dos casos quanto mais gente estiver fazendo algo mais tempo isto leva para ficar pronto e menor será a qualidade final.

Muitas pessoas em um mesmo projeto implica necessariamente em muitos pontos de vista, com isso temos um cenário onde cada um ficará “puxando a corda” para um lado, por exemplo:

Web designer: quer deixar o projeto bonito e com uma boa experiência para o usuário (conversão, SEO, etc são detalhes)

SEO: Quer ranquear, não importa se está dando prejuízo… ele quer é ranquear (mesmo que para keywords que não vão converter)

Copywriter: quer converter, não importa se o textão dele tem muitas frases praticamente iguais as de outras páginas e vai gerar conteúdo duplicado, ele quer vender.

Como pode ver cada uma destas habilidades é importante para um projeto online, porém se um destes profissionais lidar com o que é função de outro certamente terá problemas em seu projeto. Por exemplo se você deixar sua equipe de SEO cuidar do conteúdo do projeto as chances são de que você vai ranquear, mas não vai vender. Se você deixar o Web designer cuidar do layout das páginas onde há copy as chances são de que ele vai reclamar do tamanho do texto (isso se não o alterar para ajustar no layout), etc.

Quando se está com um problema destes em um projeto online pode parecer inicialmente que o projeto como um todo não está dando certo, mas na verdade o que está acontecendo é que tem gente demais trabalhando nele. Foque no que realmente importa, faça você mesmo e o que não há como você fazer delegue apenas questões realmente pontuais sem permitir que uma área interfira em outra, com isso passará a ter um desenvolvimento mais orgânico de seu projeto sem muita demora para a finalização de cada etapa.

Tomando estes cuidados que acabou de ver aqui neste artigo terá maior facilidade para superar os principais (e mais frequentes) problemas que levam muitos afiliados a simplesmente desistir.

Tem alguma outra coisa que você tem notado que leva os afiliados a desistir?

Vinicius Horta
Vinicius Horta
Empreendedor digital a 6 anos e gerente de conteúdo na C2 CPA Network.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *